Programa Meninas Digitais: trajetória, parcerias e desafios

foto1_banner2A estreia da Coluna Meninas Digitais não poderia abordar outro tema, senão contar um pouco da história do programa homônimo que empresta carinhosamente seu nome a essa coluna da SBC Horizontes. O Programa Meninas Digitais é um projeto chancelado pela SBC com o objetivo de realizar ações com as alunas do Ensino Médio/Tecnológico ou nos anos finais do Ensino Fundamental, para que conheçam melhor a área de informática e das Tecnologias da Informação e Comunicação, de forma a motivá-las a seguirem carreiras nessas áreas. Essa primeira coluna apresenta de forma breve a história do programa, sua configuração atual, suas perspectivas futuras e como você pode fazer parte dessa história.

Um pouco de história…

O Programa Meninas Digitais surgiu a partir de discussões no Women in Information Technology (WIT), evento base do Congresso da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC). O WIT teve sua primeira edição realizada em 2007, pelas visionárias Claudia Bauzer Medeiros e Karin Koogan Breitman que idealizaram um espaço para discussão sobre gênero e tecnologia no Brasil que pudesse agregar histórias de sucesso, políticas de participação e estratégias para atrair mais mulheres (especialmente as jovens) para as carreiras tecnológicas. Esse espaço ganhou a forma do WIT, um fórum de palestras e painéis que reunia acadêmicas(os) e profissionais da indústria de tecnologia de diversas partes do país e do exterior neste debate, e que até hoje é uma das principais atrações do CSBC, tendo completado sua 10ª edição no XXXVI CSBC em Porto Alegre no mês de julho deste ano.

Após quatro edições do WIT, em 2011, o Fórum Meninas Digitais emergiu como seu evento satélite, fomentado pelas discussões dos anos anteriores de que era preciso executar ações principalmente com as jovens na busca por atrair mais mulheres para a computação. Foi então criado o programa nacional Meninas Digitais, com a coordenação do professor Cristiano Maciel (Secretário Regional da SBC em Mato Grosso), que passa a contar com a colaboração de parceiras(os) multiplicadoras(es) da proposta em diversas regiões do país.

foto2_wit2011

Ano após ano, o Fórum Meninas Digitais no WIT é ponto de encontro para estas(es) multiplicadoras(es) e a coordenação do programa, que aproveitam a oportunidade para discutirem ações, projetos e parcerias durante o fórum, de forma a disseminar e fortalecer a causa no território nacional.

Desde a sua fundação, o Meninas Digitais e o WIT caminham juntos em uma parceria de sucesso que já dura seis anos, sempre buscando ampliar e diversificar suas programações e adaptá-las ao contexto regional de onde o evento está sendo realizado. A programação do Fórum Meninas Digitais geralmente inclui um painel para relatos e trocas de experiências de projetos e ações com meninas nas áreas tecnológicas e a realização de oficinas gratuitas com meninas de Ensino Médio ou Fundamental residentes da região do evento.

O Programa Meninas Digitais hoje

foto3_siteAtualmente, o Programa Meninas Digitais consiste em uma rede parceira com mais de 20 projetos regularmente registrados no site oficial Meninas Digitais da SBC http://meninas.sbc.org.br/. O site do programa é uma das estratégias de comunicação utilizadas para concentrar informações sobre o Programa Meninas Digitais e as várias iniciativas espalhadas pelo Brasil, auxiliando ainda a divulgar o tema e captar novas(os) interessadas(os). O site foi desenvolvido pelo projeto parceiro Meninas++ UFV-CRP e está hospedado sob domínio da SBC desde 2015, quando o Meninas Digitais recebeu a chancela oficial da SBC, apoio que vem sendo essencial para o fortalecimento do Programa e da causa.

Além do site, o Meninas Digitais possui um canal de comunicação no Facebook www.facebook.com/meninasdigitaisSBC/ com mais de três mil seguidores que usam a rede para acompanhar as novidades do programa, notícias e eventos realizados, bem como para trocar mensagens com a coordenação do programa. Outro canal importantíssimo é a lista de discussões criada em 2011 para comunicação direta entre as(os) parceiras(os) do programa e interessadas(os) na temática meninasdigitais@googlegroups.com.

A coordenação do programa continua na liderança do professor Cristiano Maciel em conjunto com a professora Silvia Amélia Bim desde 2012. A coordenação mista em gênero e de regiões distintas do país (Centro-oeste e Sul, respectivamente) auxilia no fortalecimento das redes de contatos e na consolidação de uma liderança com soluções criativas e únicas para o programa.

Na edição deste ano do Fórum Meninas Digitais, no WIT 2016, o programa realizou uma oficina com alunas de Ensino Fundamental de Porto Alegre, uma reunião estratégica com os projetos parceiros na qual representantes de dez projetos estiveram presentes, o tradicional painel que discutiu os desafios para ter mais mulheres na computação e uma inédita sessão de pôsteres a partir de 25 artigos resumidos publicados nos anais do evento. Essa iniciativa de espaço de publicação nacional na área da Computação é muito importante para a divulgação dos trabalhos de pesquisa e extensão sobre gênero e tecnologia que estão sendo realizados no país e para ampliar a visibilidade da temática no nosso cenário acadêmico.

foto4_wit2016
WIT & Fórum Meninas Digitais em 2016

O Programa Meninas Digitais cresceu tanto e vem produzindo tão bons frutos que a SBC contemplou o professor Cristiano Maciel com o prêmio Associado Destaque 2016 na Cerimônia de Abertura do CSBC pela sua significativa contribuição na coordenação do Programa Meninas Digitais e anunciou a ampliação do seu programa de chancelas, que atualmente contempla apenas o Programa Meninas Digitais (desde 2015) e os Gibis da Computação (projeto parceiro do Meninas Digitais). Todas essas iniciativas são muito importantes para fortalecer a rede de parcerias e projetos no território nacional.

Professor Cristiano Maciel recebendo o Prêmio Associado Destaque da SBC na Abertura do CSBC 2016 pelas ações do Meninas Digitais
Professor Cristiano Maciel recebendo o Prêmio Associado Destaque da SBC na Abertura do CSBC 2016 pelas ações do Meninas Digitais

Futuro e desafios…

Entre as questões destacadas no painel “Desafios para termos mais mulheres na Computação” do Fórum Meninas Digitais 2016, promover a diversidade, a visibilidade e mais oportunidades para as áreas tecnológicas continua sendo pauta principal no debate para garantir a inclusão de mais mulheres na Computação.

A comunidade do Programa Meninas Digitais com certeza cresceu nos seis anos de atuação do programa, incentivando a criação de novos projetos e estabelecendo parcerias com projetos existentes. Entretanto, a rede ainda carece de mais projetos com recortes voltados especificamente para mulheres de diferentes perfis, como: mulheres negras, mulheres indígenas, mulheres LBTs, etc. Os projetos parceiros registrados no programa, apesar da boa distribuição entre regiões, estão localizados apenas em 14 estados brasileiros (incluindo o Distrito Federal), fato que mostra que é preciso avançar também em extensão para garantir que meninas de diferentes lugares, realidades e culturas possam ser contempladas com as ações do programa.

Outro desafio primordial é a articulação de parcerias da academia com a indústria, principalmente longe dos grandes centros urbanos. A parceria com a indústria é importante não só pela troca de experiências, discussões e desenvolvimento de ações conjuntas, mas também para a viabilização de recursos para a realização das ações, em uma época em que os editais públicos do governo para subsidiar os projetos nesta temática estão escassos.

Para que o objetivo do Programa Meninas Digitais seja alcançado, é preciso que todas as pessoas trabalhem em conjunto na causa. Você pode fazer parte do programa de muitas formas diferentes: seguindo a fanpage do Meninas Digitais https://www.facebook.com/meninasdigitaisSBC/; entrando na lista de discussões meninasdigitais@googlegroups.com; divulgando conteúdos do Programa Meninas Digitais e da temática na sua própria rede de contatos; cadastrando um projeto existente como parceiro ou iniciando um novo projeto (entre em contato pelo e-mail meninasdigitaissbc@gmail.com para saber como); ajudando nas ações de um projeto que esteja próximo a você (veja todos os projetos em http://meninas.sbc.org.br/); comparecendo aos eventos; e finalmente, lendo, compartilhando e contribuindo com esta coluna.

Faça parte do Meninas Digitais você também!
Faça parte do Meninas Digitais você também!

Nos próximos artigos, a Coluna Meninas Digitais irá discutir a temática das Meninas e Mulheres na Computação para além do programa, contemplando atualidades, entrevistas e pesquisas sobre o assunto, em prol da diversidade de gênero na Computação. Essa é mais uma iniciativa da SBC para conectar-se com os(as) seus(suas) associados(as) e seus interesses. Para que esta coluna tenha a qualidade que você espera, envie suas sugestões e críticas para Karen Figueiredo (karen@ic.ufmt.br).

Karen Figueiredo
Sobre Karen Figueiredo 5 Articles
Professora no Instituto de Computação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), pesquisadora no Laboratório de Ambientes Virtuais Interativos (LAVI) e no Laboratório de Estudos sobre Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação (LETECE), coordenadora dos projetos Meninas Digitais Mato Grosso e Delete Seu Preconceito.

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. 11° Women in Information Technology: prontas para mais uma década! – Horizontes

Comments are closed.