Militar Ten Marília Guterres gerenciando e analisando sistemas da FAB. Crédito da foto: Tenente Tatiana Rubim(CCA-RJ)

Tenente Marília Guterres – representatividade feminina na Computação e na Força Aérea Brasileira: força psicológica e física

A coluna “Eu sou a cara da computação” encerra o ano de 2017 com a publicação de um perfil que enfatiza as multi faces que a computação pode ter: uma mulher, doutora em Ciência da Computação que atua na área como Segundo Tenente do Quadro de Oficiais Convocados, Especialidade Analista de Sistemas, no Centro de Computação da Aeronáutica do Rio de Janeiro. Confira e inspire-se!

Perfil

Nome completo: Marília Guterres Ferreira

Data de nascimento: 25/01/1985

Onde mora: Rio de Janeiro-RJ

Formação: Doutorado em Ciências – Informática – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Mestrado em Ciência da Computação – Universidade Federal de Santa Catarina/SC (UFSC) e Bacharelado em Ciência da Computação – Universidade Federal de Santa Maria/RS (UFSM).

Atuação: Engenharia de Requisitos, Evolução de Software , Gerência de Projetos, Engenharia de Software , Qualidade de Software, Criatividade, Governança de TI e Gestão Estratégica

Eu sou a Cara da Computação: Como você escolheu a área de Computação?

Ten Marília Guterres: Sempre tive afinidade com as ciências exatas e com a lógica. Essa afinidade unida ao mercado em expansão pesaram na decisão do vestibular. Durante a graduação, encantei-me pela Engenharia de Software e pela Qualidade de Software. Essas disciplinas primam pela solução do problema, de maneira satisfatória aos principais interessados, o que direcionou meus estudos posteriores. Desenvolvi um trabalho de graduação alinhando Gerência de Projetos com Motivação de pessoas. No mestrado, dissertei sobre como implementar melhoria de processo de desenvolvimento de software de maneira menos traumática, por meio do suporte da Gestão de Mudanças. E, no doutorado, pesquisei sobre como alinhar a evolução do software organizacional com a evolução da própria organização, baseando-se no planejamento estratégico integrado com a engenharia de requisitos. Minhas pesquisas explicitam que uma das óticas sob a qual vejo a computação é como um suporte, catalisador de qualidade do relacionamento humano profissional.

Eu sou a Cara da Computação: Como é a sua vida além do curriculum vitae?

Ten Marília Guterres: Atualmente, sou militar, Oficial da Força Aérea Brasileira (FAB). Trabalho como Gerente de Módulo do Sistema Integrado de Logística de Materiais e Serviços (SILOMS), no Centro de Computação da Aeronáutica, no Rio de Janeiro. Este sistema gerencia todas as atividades logísticas da FAB. Minhas funções são gerência de projetos e engenharia dos requisitos desse módulo.

Além da computação, nas Forças Armadas desenvolvemos valores humanos, constante busca pelo aperfeiçoamento e vigor físico, de modo a garantir que os objetivos da nação precedam os objetivos individuais. Durante o treinamento militar, somos forjados a desenvolver espírito de corpo, comprometimento, disciplina e respeito à hierarquia, através da vivência de situações de desafios psicológicos e físicos. Somos submetidos a experiências de liderança, tomada rápida de decisão, planejamento estratégico, sobrevivência e combate; exposição à variação de temperatura e resistência à fome e à sede; treinamento de tiro e treinamento físico militar frequente, para a manutenção da resistência e do condicionamento físico.

Essas habilidades são necessárias na vida do militar, por exemplo, na execução do serviço, que envolve mais de 24 horas de segurança e defesa das unidades militares, com uma equipe armada para tal, sob nossa responsabilidade, e em localidades de alto risco. Vejo esse desenvolvimento psicológico e físico como úteis também no dia a dia e em outras carreiras, como a docência, por exemplo, na qual também somos submetidos a diferentes desafios diariamente, profissão pela qual também sou apaixonada.

A coluna “Eu sou a cara da computação” faz questão de agradecer a todos os envolvidos na FAB que concederam as devidas autorizações para que este perfil fosse publicado na nossa coluna.

Tenente Analista de Sistemas Marília Guterres - Sede das unidades militares Diretoria de Tecnologia da Informação da Aeronáutica (DTI) e Centro de Computação da Aeronáutica do Rio de Janeiro (CCA-RJ). Crédito da foto: Tenente Hudson Marques (CCA-RJ)
Tenente Analista de Sistemas Marília Guterres – Sede das unidades militares Diretoria de Tecnologia da Informação da Aeronáutica (DTI) e Centro de Computação da Aeronáutica do Rio de Janeiro (CCA-RJ).
Crédito da foto: Tenente Hudson Marques (CCA-RJ)

 

Militar Ten Marília Guterres gerenciando e analisando sistemas da FAB. Crédito da foto: Tenente Tatiana Rubim (CCA-RJ)
Militar Ten Marília Guterres gerenciando e analisando sistemas da FAB.
Crédito da foto: Tenente Tatiana Rubim (CCA-RJ)

 

Ten Marilia Guterres - Sala Histórica Major Brigadeiro do Ar MEIRA. Crédito da foto: Tenente Hudson Marques (CCA-RJ)
Ten Marilia Guterres – Sala Histórica Major Brigadeiro do Ar MEIRA.
Crédito da foto: Tenente Hudson Marques (CCA-RJ)

 

Ten Marilia Guterres – Homenagem ao Pai da Aviação e Patrono da Aeronáutica, Alberto Santos Dumont. Crédito da foto: Tenente Hudson Marques (CCA-RJ)
Ten Marilia Guterres – Homenagem ao Pai da Aviação e Patrono da Aeronáutica, Alberto Santos Dumont.
Crédito da foto: Tenente Hudson Marques (CCA-RJ)