Brasileiras no LAtINiTY – O evento internacional de Mulheres Latinas na Tecnologia (Saiba como Participar)

Muitas pessoas tem dúvidas sobre como participar de eventos internacionais e para onde submeter seus trabalhos sobre gêneros na área de Computação. Assim, a coluna Meninas Digitais vai relatar a experiência de participar de dois grandes eventos internacionais de Mulheres na Tecnologia em seus próximos artigos, começando já pelo relato de participação de brasileiras no LAtINiTY – Latin American Women in Technology.

O LAtINiTY é um evento de 2 dias no qual as mais de 300 participantes anuais tem a oportunidade de escutar mulheres líderes de países latino-americanos falarem sobre questões de gêneros nas tecnologias. É uma excelente forma de conhecer estudantes, pesquisadoras(es), professoras(es) e profissionais das STEM (sigla que significa Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática). O evento teve início em 2016, organizado pela comunidade Latinas in Computing, um grupo Systers do Anita Borg Insitute for Women in Technology (ABI).

Com edições já realizadas no Chile e no Peru, a sua terceira edição aconteceu nos dias 24 e 25 de agosto em Bogotá na Colômbia e nós contamos um pouco sobre como foi participar do evento!

No total, 11 brasileiras e brasileiros participaram do LAtINiTY 2018 como ouvintes ou apresentando trabalhos nas 3 trilhas do evento: Academia, Indústria e Sociedade. As submissões para o LAtINiTY  geralmente acontecem no período de fevereiro a abril, sendo necessário apenas o envio de resumo do trabalho e currículo.

Normalmente, no mesmo período também acontecem as aplicações para bolsas (scholarships / becas), pelas quais as estudantes (que apresentam trabalhos ou não) podem participar do evento com todos os custos pagos. Esta edição do LAtINiTY contou com 39 bolsistas com todos os custos cobertos (inscrição no evento, passagens aéreas, hospedagem, transfers e algumas refeições), sendo duas brasileiras.

Para Larrissa Dantas, estudante de Ciência da Computação de 22 anos, participar do evento como uma das brasileiras bolsistas nessa edição foi um privilégio. Ela conta um pouco da experiência:

“Participar de um evento com tanta influência como o LAtINiTY é de uma grandiosidade. Ser bolsista do evento, então, foi um privilégio. Quando fiquei sabendo que havia sido contemplada com uma bolsa no LAtINiTY eu não tinha ideia do quanto aquilo iria me acrescentar. Ganhamos de passagem aérea até acomodação, mas o mais importante que não colocaram como um item, foi a troca de experiência, de conhecimento e toda a vivência com mulheres de toda América Latina que tivemos. Foi um evento de mulheres para mulheres, com total respeito a tudo e a todas. Sem a bolsa, eu nunca teria tido uma experiência como essa. Desde antes da viagem até a última hora, tivemos um acompanhamento incrível de toda a organização. “Aprender” e “compartilhar” foram as duas palavras que mais utilizei em todo o processo de bolsa. Um ganho que não dá para expressar em palavras. Bolsista remete a algo inferior, mas não no LAtINiTY, onde fomos todas tratadas com uma delicadeza sem tamanho. Agradeço a toda a organização por poder participar de um evento que irá acrescentar na minha vida pessoal e profissional.”

Larrissa ainda expressou o desejo que depois de passar por esta experiência, gostaria que todas as estudantes brasileiras pudessem participar como bolsista do LAtINiTY. Para solicitar a bolsa o processo é simples, mas requer organização. O material de submissão inclui um texto dizendo porque gostaria de participar do evento, um vídeo sobre você e uma carta de recomendação.

Os resultados do Programa Meninas Digitais da Sociedade Brasileira de Computação foram apresentados no evento na trilha Sociedade, sendo muito bem recebidos pela comunidade Latino-americana. Foi um momento crucial para articulação de parcerias e ações em conjunto para os próximos anos.

photo4934022481224771616
Programa Meninas Digitais sendo apresentado no LATINITY – Las Chicas Digitales!

Além deste, outros 4 trabalhos brasileiros foram apresentados, um deles é o trabalho “O papel dos testes na entrega ágil de software” da Cynthia Raphaella, Consultant Developer da ThoughtWorks Recife/PE. Para Cynthia, participar do LAtINiTY  foi “inspirador e motivante”, ela complementa:

“Tive a oportunidade de conhecer e conversar com tantas mulheres incríveis de diferentes países, com diferentes culturas e línguas, mas juntas no objetivo de apoiar mais mulheres na tecnologia. Assisti várias palestras de mulheres líderes que me inspiraram na minha própria careira.”

WhatsApp Image 2018-09-04 at 20.49.19
Cynthia apresentando seu trabalho na track Indústria

Sobre a apresentação do trabalho, ela conta como foi apresentar pela primeira vez fora do país:

“A experiência foi ótima! Essa foi a minha primeira apresentação fora do meu país, me senti muito acolhida e apoiada por todas as meninas em um ambiente aberto ao desenvolvimento. Além disso, falar sobre assuntos técnicos para um público majoritariamente feminino e ver tantas mulheres interessadas em investir em uma carreira técnica me deu mais vontade de continuar apresentando.”

photo4934022481224771632
Brasileiras no LATINITY! Da direta para a esquerda: Larrissa, Cynthia e eu.

O evento contou ainda com palestras de grandes empresas do setor, como Google e Microsoft, painéis de comunidades e oficinas técnicas. As participantes tiveram ainda nessa edição a oportunidade de submeter seus currículos para os patrocinadores do evento e participar de workshops de seleção e dicas sobre como construir seu currículo para vagas de TI.

Foto das Bolsistas no Pré-evento da Microsoft
Bolsistas tiveram a oportunidade de aproveitar também uma noite de Pré-evento da Microsoft

Além do clima de acolhimento mencionado pelas participantes brasileiras, o LAtINiTY oferece às mulheres latinas oportunidades incríveis de networking internacional, além da experiência de estar em contato com as grandes empresas e desfrutar de um grande evento sem ter que viajar até os Estados Unidos ou Europa, viagens que muitas não podem custear.

Se você gostou de saber sobre o evento, fique atenta às datas para participar próximo ano! Envie seu trabalho, chame as amigas e aplique para as bolsas! Vamos representar em peso a comunidade Brasileira no LAtINiTY enquanto sonhamos em trazer uma edição para o Brasil! 😉

No próximo mês, a Coluna Meninas Digitais irá trazer um artigo contando um pouco sobre como é participar da Grace Hopper Celebration, o maior evento de mulheres nas tecnologias do mundo! Aguardem!

Representantes da Anita.borg contando um pouco sobre a Grace Hopper Celebration no LATINITY 2018
Representantes da Anita.borg contando um pouco sobre a Grace Hopper Celebration no LATINITY 2018
Karen da Silva Figueiredo Medeiros Ribeiro
Sobre Karen da Silva Figueiredo Medeiros Ribeiro 8 Articles
Professora no Instituto de Computação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), pesquisadora no Laboratório de Ambientes Virtuais Interativos (LAVI) e no Laboratório de Estudos sobre Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação (LETECE), coordenadora do Programa Meninas Digitais da SBC e dos projetos Meninas Digitais Mato Grosso e Delete Seu Preconceito.