Preceito para os dias atuais: tenha um propósito imbatível

Preceito para os dias atuais: tenha um propósito imbatível

Por Linnyer Beatrys Ruiz Aylon

O preceito para os dias atuais: tenha um propósito imbatível!
O preceito para esta jornada é: aproveitar o tempo para que o tempo tenha proveito em nós.

O mundo passa por algo inédito, e, para muitos, esta nova realidade ainda é inacreditável. Cada um de nós recebeu a notícia da existência e dos efeitos do Coronavírus de uma maneira diferente. Alguns ainda estão em fase de negação. Estes ainda estão incrédulos sobre o efeito devastador da doença em diferentes áreas da sociedade e se posicionam contrários a tudo, em particular, à necessidade do isolamento social. Há um grupo de pessoas que se sente inatingível e outro grupo já passou por diferentes fases tais como: pânico, ansiedade, estresse, etc. 

Todos os dias somos bombardeados com notícias tristes e estatísticas violentas, a pior delas: muitos ainda morrerão.  A melhor de todas as notícias está relacionada com a solidariedade que também passou a contaminar. Sem discutir muito o porquê, muitas pessoas decidiram assumir a responsabilidade pelo outro, lançar-se voluntárias em várias ações, colocar-se à disposição dos vizinhos e até mesmo cumprir certinho a ordem de “ficar em casa”. Pais, filhos, avós, tios, tias, amigos, patrões e empregados distanciados por uma única causa: dar um tempo para que o mundo se organize para enfrentar a Covid-19.

Antes de tudo isso começar, antes do surgimento da Covid-19, nossa vida era rápida, acelerada e tínhamos a certeza de que a nossa felicidade dependia do nosso desempenho. A humanidade passava por uma armadilha do desempenho. Se tivéssemos um bom desempenho profissional éramos aceitos. Se o estudante tivesse um bom desempenho nas provas era considerado bom. As pessoas não mais observavam as atitudes e habilidades, mas focavam apenas nos resultados. Havia uma crise ética e várias distorções. Dentro das universidades, um grupo bem numeroso de alunos, professores e técnicos acumulavam dores na alma que os levava a doenças mentais incapacitantes. De todas as incapacidades, a pior delas era não encontrar a tal felicidade. 

Diante dessa nova realidade, a questão que se coloca é: “Pra onde esse mundo vai?”

No contexto das instituições de ensino, as questões mais importantes são: Como nossos jovens estão enfrentando tudo isso? Como estarão os nossos estudantes depois de tudo isso? Que tipo de profissionais irão surgir depois de viverem um cenário como este? Como podemos contribuir para que todo esse cenário de isolamento possa ser proveitoso de alguma forma para os nossos jovens?

O preceito para tudo isso é: tenha um propósito imbatível! 

Esse é o melhor momento para exercitarmos os nossos porquês, encontrarmos dentro de nós um desejo de sermos melhores e definirmos um propósito.

O caminho para tudo isso passa por aquietar o coração, aquietar a mente e buscar com calma e clareza o que precisa ser melhorado em nós.  Esse propósito pode ser enorme, gigante, mas também pode ser simples, delicado, convencional. Contudo, é importante que ele exista e para existir, temos que ser quem precisamos ser e fazer o que precisa ser feito. Parece óbvio, mas muitas vezes não é. 

Assimilar que tudo isso vai passar. Essa situação de isolamento social tem um tempo. Ela não durará para sempre. E quanto tudo isso acabar, seria muito bom que todos tivéssemos a certeza de que a nossa vida não passou inutilmente. Quanto tudo isso acabar, seria muito bom estarmos convencidos de que passamos por um treinamento que nos deixou muito melhores. Importante também que a gente tenha apreciado o processo de mudança. 

Seis dicas para um propósito imbatível:

1. Tenha uma rotina 

Acorde cedo, abra as janelas e arrume sua cama. A cama arrumada é uma tarefa fácil e que traz uma lição bem importante: se você conseguiu fazer algo fácil e fazer isso bem feito nos primeiros minutos do seu dia, você estará apto para coisas mais complicadas. E se tudo der errado no seu dia, você ainda terá um quarto em ordem e algo para se orgulhar a noite! (dica do livro: Arrume a sua cama, de William H. Mcraven [1])

2. Mindset

Tenha um novo modelo mental, o que chamam de “Mindset”. É importante ter clareza de que área da sua vida precisa ser mudada e o que deve ser feito para que isso aconteça. Se você quer falar inglês, então é necessário aproveitar os seus dias para estudar inglês. Você não vai falar inglês se não tiver uma rotina onde as horas de estudos estejam bem estabelecidas. É fundamental sempre reconhecer o seu progresso. Lembre-se que minimizar o seu talento e não valorizar o seu potencial não ajuda o mundo. Viver o seu potencial completo é a sua contribuição para o mundo. Quando você se aprova você se anima e se estimula, e isso transforma sua realidade! (dica do livro: Comece pelo porquê, de Simon Sinek [2])

3. Escreva!

Documente seus avanços, suas realizações e suas lições aprendidas.  Escreva! As palavras são um ponto de atenção no processo de crescimento. Novas expectativas vão criar novos padrões cerebrais.

4. Pratique a gratidão 

Antes de dormir, é importante que você registre 03 motivos para agradecer. Tenha um diário da gratidão. Durma pensando nessas coisas boas e você irá acordar falando em coisas boas. A gratidão vai te dar um novo modo de pensar e observar mundo. Você vai procurar coisas boas em tudo. Seu modo de pensar é mais importante que sua inteligência, seu talento e suas oportunidades. A gratidão é um dos caminhos para a felicidade, que  é o que nos leva ao sucesso. Ela depende mais do que temos na cabeça, do que temos no curriculum ou nos bolsos.

5. Estabeleça conexões saudáveis

Seu próximo nível é estabelecer conexões sociais saudáveis começando por você. Cuide-se. Cuide da sua saúde física e cuide da sua aparência. Mesmo dentro de casa, isolado, tire o pijama, arrume o cabelo, faça a barba e seja o protagonista da alegria na sua casa. Se você mora em república e está dividindo sua casa com seus colegas, se você está na sua casa com sua família, é hora de elaborar um plano de privilégios, isto é, este é o momento de conviver e ser um influenciador de pessoas. Isto é um privilégio. Muitas pessoas estão sofrendo de solidão e outras estão sofrendo do estresse da convivência. Nunca ficamos tão juntos e fazendo coisas tão inéditas. É hora de focar na intimidade e no vínculo e aproveitar a situação para sermos influências positivas. Nada de focar em culpa e punições. Nada de acusações. É hora de chamar para si a responsabilidade de fazer um ambiente melhor. É hora de exercitar a empatia, a gentileza, a humildade, o senso de humor, a resiliência, o positivismo, a paz de espírito, o perdão, a solidariedade, a cooperação e tudo que há de sublime em nós.

6. Leia!

Aproveite para assistir a série ou ler o livro que é bem importante para o pessoal da computação: Things a Computer Scientist Rarely Talks About, do Donald E. Knuth [3]. 

O preceito para os dias atuais: tenha um propósito imbatível.

O preceito para esta jornada é: aproveitar o tempo para que o tempo tenha proveito em nós.

Referências
[1] Mcraven, W.H. 2017. Arrume a sua cama. Academia. 101p.
[2]  Sinek, S. 2018. Comece Pelo Porquê. Sextante. 256p.
[3] Knuth, D.E. 2001. Things a Computer Scientist Rarely Talks About. Stanford, California: Center for the Study of Language and Information. 257 p. ISBN 1-57586-327-8.

Sobre a Autora

Linnyer Beatrys Ruiz Aylon é professora das Disciplinas de Felicidade, Inovação e Linguagens Formais na Universidade Estadual de Maringá (UEM).  Ela é coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação em nível de mestrado e doutorado da UEM.     Diretora da Sociedade Brasileira de Microeletrônica, membro do Comitê de Assessoramento de Microeletrônica (CA-ME) do CNPq, Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1D do CNPq, gestora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Sistemas Nano e Microeletrônicos (INCT NAMITEC), membro do Comitê Assessor de área da Fundação Araucária Fundação de Apoio à Pesquisa do Paraná), membro do Conselho Administrativo da Evoa Aceleradora de startups, tutora da SoftCom – empresa júnior da UEM e coordenadora do mannaTeam, uma rede de ensino, pesquisa e inovação em Internet Robótica das Coisas presente em 15 cidades,  formada por 25 doutores, 15 mestres e vários estudantes da UEM, UFPR, UTFR, IFPR, IFSP, USP, Unicamp, IESB, Ramo Estudantil IEEE e IEEE Wie. Linnyer é Doutora em Ciência da Computação pela UFMG, Mestre em Engenharia Elétrica e Informática Industrial pelo CEFET-PR e Engenheira de Computação pela PUCPR.  

Ela é casada, mãe de um menino de 12 anos e dona de uma Kombi 1973 🙂 

Mídias sociais: @manna_team | www.manna.team

Em 2019, A equipe da Profa. Linnyer foi a vice-campeã do Selo de Inovação da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Neste mesmo ano, a Profa. Linnyer foi indicada ao Prêmio Carolina Bori e Prêmio José Richa. Em 2018 recebeu Láurea da Universidade Estadual de Maringá como reconhecimento por sua dedicação, retidão, perseverança, honestidade e respeito. Em 2017, venceu Desafio Smart City. Em 2016, a tese orientada pela Profa. Linnyer foi vencedora do 2º. Lugar no Concurso de Teses e Dissertações da SBC. No mês de março de 2013, recebeu o prêmio IEEE Women in Engineering, entregue pelo Institute of Eletrical and Eletronics Engineers. A láurea foi um reconhecimento por sua contribuição na área de sistemas de computação que está inserida na intersecção da ciência da computação e da microeletrônica e pela representação das mulheres na ciência.

Fotos

   

Nas fotos (arquivo pessoal da autora): Profa. Linnyer e sua Kombi <3 e foto do Projeto Manna!

Como citar esse artigo:
Aylon, L.B.R., 2020. Preceito para os dias atuais: tenha um propósito imbatível. SBC Horizontes. ISSN: 2175-9235. Disponível em: http://horizontes.sbc.org.br/index.php/2020/04/18/preceito-para-os-dias-atuais/

Compartilhe e curta: