Simone Bacellar – Computação, viagens e agility

Simone Bacellar, natural de Recife-Pernambuco. Atua na área de IHC e é apaixonada por viagens, esportes, principalmente o agility.

Perfil

Nome completo: Simone Bacellar Leal Ferreira

Data de nascimento: 22/12/1960

Onde mora: Rio de Janeiro

Formação: Graduação: Oceanografia – UERJ; Mestrado e Doutorado em Informática – PUC Rio

Atuação: Interação Humano-Computador: acessibilidade e usabilidade

Eu sou a Cara da Computação: Como você escolheu a área de Computação?

Simone: Me formei em Oceanografia, área que demanda muito investimento. Com o tempo, a falta de recursos acabou gerando uma insatisfação grande, pois minha vida profissional ficou pouco produtiva e criativa. Nessa época meu trabalho adquiriu uma série de PCs e resolvi então aprender a usá-los pois acreditava que assim conseguiria tornar meu trabalho mais interessante.  Resolvi entrar para o curso de Análise de Sistemas da PUC Rio, muito conceituado na década de 80. Acabei me encantando pela computação, e fui fazer o mestrado em Computação Gráfica, também na PUC Rio, para tentar aplicar na Oceanografia. A oceanografia acabou ficando para trás e a computação me pegou para sempre!

Eu sou a cara da Computação: Como é a sua vida além do curriculum vitae?

Simone: Eu gosto de levar uma vida ao ar livre. Nas minhas férias procuro viajar para lugares cuja natureza ainda está intacta. Adoro fazer trekking e passar dias longe de qualquer civilização. É assim que recarrego minha energia! Gosto muito de praticar esportes, principalmente esportes em que a gente sai do lugar. Já pratiquei vela (ainda velejo, mas com menos frequência). Eu rotineiramente corro, nado, faço Stand Up Paddle (SUP) e eventualmente, trekking. Há um ano descobri uma nova paixão: o agility, um esporte parecido com o hipismo, só que no lugar dos cavalos, conduzimos nossos cachorros.