Escreva para a Horizontes: 10 dicas para o seu texto!

Escreva para a Horizontes: 10 dicas para o seu texto!

Por Roberto Pereira

A Horizontes é uma revista (Magazine) voltada à discussão, divulgação e atualidades, não uma revista científica. Logo, o público-alvo é muito mais abrangente e o estilo de escrita precisa ser acessível tanto para profissionais quanto para o público geral.

O público da Horizontes acessa a revista via dispositivos móveis e computadores desktop. Isso significa que os conteúdos precisam ter um estilo que seja de fácil leitura em dispositivos com telas de tamanhos variados, que sejam informativos e de leitura fluida, utilizando esquemas visuais, ilustrações, infográficos e itens que facilitem o entendimento da mensagem. 

As matérias da Horizontes normalmente apresentam a estrutura da Figura 1, abaixo. Na Horizontes, esperamos que cada matéria seja capaz de refletir o estilo e a visão de suas autoras e autores. Portanto, embora a imagem de capa, corpo do texto, referências e autoria sejam elementos obrigatórios em qualquer matéria, tudo o mais depende da matéria em si, do objetivo e do estilo de quem escreve.

Imagem que apresenta a estrutura básica de uma matéria da Horizontes, incluindo imagem de capa, conteúdo e referências.
Figura 1. Representação geral de uma matéria da Horizontes.

Na sequência, deixamos 10 dicas para você considerar ao escrever sua matéria para a Horizontes. As dicas não são exaustivas ou definitivas, mas, quando seguidas, ajudam a melhorar a qualidade do texto e a fazê-lo chegar a um número maior de pessoas!

Dica #1. Título

O título é o seu convite à leitura! Use títulos curtos e convidativos, que representem bem o conteúdo da sua matéria, o principal tema, a provocação principal, etc.

Cinco exemplos de bons títulos:
Princípios da Educação Online: para sua aula não ficar massiva nem maçante!
42 é a resposta. Qual é a pergunta sobre a relação entre Computação e Linguística?
Design Universal na Indústria de Jogos: um Sonho Realizado
Carreiras em Machine Learning: o Presente e o Futuro
A quem servem os dados?

Dica #2. Foto de capa

Pelo menos UMA imagem cada matéria deve ter. Essa é a imagem de apresentação da matéria na revista, sendo exibida junto ao título. Uma boa imagem de capa influencia bastante no interesse das pessoas em acessar o conteúdo.

Há várias ferramentas que oferecem templates (e.g., canva) e imagens gratuitas  (e.g., freepik) para você utilizar. Para ter ideias, você pode olhar as matérias publicadas ou visitar o perfil da Horizontes no Instagram e ver as excelentes imagens produzidas pela @maricarmin.

Dica #3. Ideia central

Sua matéria precisa ter uma ideia central bem refletida no título e na imagem de capa. Seu texto deve ser todo desenvolvido em torno dessa ideia central, com a preparação/introdução, o desenvolvimento, o clímax e o fechamento/conclusão.

Um texto não deve ter mais que uma ideia central. Se você estiver enxergando várias ideias centrais, isso indica que falta definir um foco para a matéria — e que essas várias ideias são pontos específicos de uma ideia mais abrangente que ainda precisa estar explícita. Essas várias ideias precisam, então, ser articuladas em torno de uma ideia geral que funcionará como o fio condutor de seu texto.

Responda, de forma direta:

  • Qual é a ideia central ou o ponto chave que sua matéria traz para discussão?
  • O que você espera que as pessoas aprendam, conheçam ou entendam ao ler a sua matéria?
  • Qual é o diferencial ou a contribuição do seu texto? É um texto mais atual? A sua ideia ou ponto chave é inovadora ou provocadora? É um compilado de diferentes ideias? É uma narrativa bem costurada? O que as pessoas encontrarão no seu texto que não encontrarão em outros?
  • Por que alguém compartilharia sua matéria para outras pessoas? 

Respondeu? Agora volte ao seu texto e garanta que essas respostas estejam facilmente identificáveis pela sua audiência!

Dica #4. Conteúdo / Corpo do texto

Evite o estilo acadêmico ou técnico e privilegie o estilo de comunicação direta. Lembre-se: o público da Horizontes é diversificado! Nosso público atual é formado tanto por pessoas da área acadêmica com formação em Computação, e também com formação em outras áreas (e.g., Educação, Direito). A Horizontes tem chegado cada vez mais até públicos jovens e profissionais da indústria.

  1. Abra o seu texto pelo celular e veja se a estrutura está boa, se a aparência está agradável e se está fácil de ler.
  2. Evite parágrafos longos demais, pois é fácil da pessoa se perder na leitura.
  3. Evite frases longas demais, pois também é difícil de acompanhar.
  4. Você consegue dizer exatamente a mesma coisa de forma mais direta e com menos palavras? Então diga! A atenção de quem lê é um recurso finito e raro.
  5. A página não pode ser muito pesada/lenta para carregar.
  6. Use negrito, itálico, destaque de citação, sobrescrito, etc., com parcimônia, mas use! Eles ajudam a destacar o texto e ajudam a pessoa a se situar durante a leitura.
  7. Não use nota de rodapé, pois a pessoa terá que ir ao final da página e depois retornar ao ponto em que estava. Em vez disso, crie quadros e esquemas que apresentem a informação complementar bem próximo ao local em que ela é mencionada.
  8. Ao usar listas e itens, não crie listas com frases ou parágrafos muito grandes (para isso, use frases mesmo e as destaque). Crie lista de itens curtos.

Dica #5. Exemplos e Histórias

Um exemplo vale por mil linhas de explicações… desde que o exemplo seja bom! 

Exemplifique, traga elementos reais, conte histórias, destaque o ponto central da sua matéria! Uma boa matéria é informativa, convidativa, interessante e fácil de acompanhar.

Dica #6. Linguagem altruísta

Nosso público é bem amplo e nossos textos devem chegar à maior diversidade possível de pessoas, sem segregação ou exclusão. 

A forma como escrevemos influencia muito nisso! Das palavras que escolhemos ao modo como construímos nossas sentenças e nossos esquemas para representar a informação, estamos comunicando muito mais que o conteúdo da matéria publicada. 

Ao escrever para a Horizontes, favoreça uma linguagem neutra e evite qualquer tipo de estigmatização.  Em vez de falar “os profissionais da computação”, fale das “pessoas que trabalham com computação”; em vez de falar de “alunos” e “professores”, fale das pessoas que são “discentes” e “docentes”. Lembre-se que somos pessoas, e que qualquer diferenciação feita (seja ela física, cognitiva, social, econômica…) não pode nos reduzir a essa diferenciação. Diferencie apenas se a diferenciação for necessária e contribuir positivamente para o debate. Na dúvida, chame as pessoas de pessoas, pois é isso que somos.

Ao escrever sobre minorias, sobre pessoas com deficiência, sobre assuntos de importância social e cultural, a escolha das palavras adequadas é tanto uma necessidade quanto uma responsabilidade de quem escreve. 

Para saber mais sobre o assunto, leia a matéria escrita pela Silvia Amélia Bim (UTFPR).

Dica #7. Hiperlinks

Use hiperlinks para material online como textos e vídeos. Coloque sempre a data de último acesso ao material online nas referências.

Coloque a opção de abertura de links em nova aba para que a pessoa não perca a página atual ao abrir um link.

Como a Horizontes é uma revista digital, utilize como exemplos conteúdos de redes sociais (Instagram, Twitter, Facebook, etc), incorporando as imagens, vídeos, fotos, citações no corpo da matéria. No exemplo abaixo, incorporamos a essa matéria um vídeo em que o Roberto Pereira e a Ludmilla Galvão conversam sobre algumas dessas dicas. 

Dica #8. Imagens e outras mídias

Use e abuse de imagens, infográficos, ilustrações etc. Uma imagem vale por 1000 palavras (desde que não sejam necessárias 1000 palavras para explicá-la).

Imagens devem ser bonitas e de boa qualidade — nem muito pequenas que não possam ser visualizadas, e nem muito grandes que não caibam inteiras em uma tela.

Configure as imagens para que elas fiquem alinhadas à esquerda ou ao centro, com texto antes e depois. Não configure para aparecer texto ao lado das imagens, pois em dispositivos menores pode aparecer só uma letra por linha, dificultando a leitura. 

Forneça uma descrição no atributo “alt” da imagem para que aplicativos leitores de tela possam ler a figura — ou quando a imagem não é carregada. Lembre-se de não deixar algo como “foto354654.jpg” ou “foto sobre X”, mas colocar uma descrição que explique o conteúdo da foto para que ela possa ser entendida mesmo quando não puder ser visualizada.

A legenda de uma imagem, tabela ou qualquer outro esquema deve estar em fonte menor (Sobrescrito normalmente é útil). 

Não utilize nenhuma imagem, tabela ou esquema visual com direitos autorais. Todo e qualquer trabalho de outras partes deve ser explicitamente citado, e ao escrever uma matéria você se responsabiliza por ter obtido autorização formal para reuso de qualquer material.

Dica #9. Referências 

A seção de referências deve estar ao final da matéria.

  • Apresente as referências em ordem alfabética pelo sobrenome da primeira pessoa autora da obra. 
  • No corpo do texto, use o sobrenome da pessoa sendo citada (Fulana e Beltrano, Fulana et al.), mas tente privilegiar citar o nome completo (Fulana Ciclana), de modo a garantir que as pessoas saibam exatamente a quem você está dando crédito!  
  • Utilize o formato ABNT.
  • Sempre que possível, coloque o link para o material com a data de último acesso.

SOBRENOME, Nome. Título da matéria. SBC Horizontes. mês e ano de publicação. Disponível em: <link>. Acesso em: data de acesso no formato 25 set. 2014.

Exemplo: 
PIMENTEL, Mariano; CARVALHO, Felipe da Silva Ponte. Princípios da Educação Online: para sua aula não ficar massiva nem maçante! SBC Horizontes, maio 2020. ISSN 2175-9235. Disponível em: <http://horizontes.sbc.org.br/index.php/2020/05/23/principios-educacao-online>. Acesso em: 24 maio. 2020.

Dica #10. Autoria

Inclua a biografia resumida de todas as pessoas autoras do texto na mesma ordem em que elas foram citadas no início da matéria, logo abaixo ao título. Evite aquela biografia genérica e fale diretamente à sua audiência, preferencialmente citando elementos que tenham a ver com o seu texto.

Coloque uma foto de cada pessoa e um hiperlink para sua página pessoal, currículo, perfil nas redes sociais, etc.

Além da autoria, utilize uma seção de agradecimentos para dar créditos às pessoas que contribuíram com a revisão, produção de imagens, ideias, etc., que foram significativas para a matéria elaborada.


AVISO: Todo conteúdo publicado é de exclusiva responsabilidade do(s) autor(es) e da(a) autora(s), e não necessariamente reflete a visão da revista Horizontes. Cada um dos autores e autoras de um conteúdo assume responsabilidade pela qualidade do trabalho como um todo, como também a responsabilidade profissional, pública, ética e social da publicação.


Autoria

Roberto Pereira

Roberto Pereira: sou Professor no Departamento de Informática da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Editor Geral da SBC Horizontes. Aqui na Horizontes, tenho aprendido e exercitado muito sobre divulgação científica e sobre discussões críticas a respeito das tecnologias computacionais e suas implicações na sociedade! Sou super fã dessa equipe fantástica de colunistas que trabalha de forma voluntária para oferecer conteúdos de qualidade, de forma gratuita e de forma aberta! 

Agradecimentos: essas dicas são resultados de muita discussão e aprendizado com toda a equipe da SBC Horizontes e todas as pessoas que escrevem matérias para a nossa revista!

Como citar essa matéria:
PEREIRA, Roberto. Escreva para a Horizontes: 10 dicas para o seu texto! SBC Horizontes. agosto de 2020. Disponível em: http://horizontes.sbc.org.br/index.php/2020/08/guia-de-estilo/. Acesso em: dd mês aaaa.

Compartilhe: